Wednesday, July 14, 2010

Um som

como se fora possível
alterar o ritmo seguro
da rotina
e a mesmice inconsistente
das palavras que emprego
resolvi ousar e fiquei em silêncio...

no começo foram instantes
que viraram horas
que transbordaram em dias...

e assim me mantive

mudo...calado...
e pensei no silêncio
e calei também o pensamento
e olhei a janela
e silenciei a paisagem lá fora

e quando tudo parecia o que é
sem som de qualquer outra coisa
derramei uma lágrima
pequena
brilhante

que em queda me pareceu
um grande pedaço de mim

e ao encontrar o chão
preencheu o vazio do silêncio
como um grito
em meio ao vazio de tudo,
um som
em meio ao vazio de mim.

1 comment:

Danilo MM said...

Sempre valorizei o silêncio. E hoje também sei o peso de uma lágrima.