Saturday, April 24, 2010

Estar aqui

e se eu não estiver aqui
amanhã,
depois,
em algum momento
eu não estiver?
o que será das coisas,
da solidão dos sentidos,
dos edifícios
inacabados,
das palavras silenciadas,
dos tantos anagramas
desconstruídos?
o que será dos sons,
do medo (da morte),
da vontade de voar,
do olhar no vazio?
o que será da alegria
de estar aqui (com você) todo dia?
o que será de mim
quando eu não estiver aqui?
serei lembrança ou pergunta sem resposta?
esperança de volta ou um largo gesto de adeus?
saudades ou um poema esquecido
em meio a rotina incessante da vida?

2 comments:

Danilo MM said...

"O mais terrível dos males, a morte, nada representa para nós, pois enquanto estamos vivos a morte não existe e quando a morte acontece nós deixamos de existir” Epicuro

Mas compartilho de suas perguntas, penso em sumir algumas vezes. Para me libertar e também verificar minha existência

Rogerio Hernandes said...

Amigo Danilo,

Nao concordo com Epicuro. Para mim quando a morte acontece é que passamos a existir em toda nossa plenitude.
E acredito também que a existência é o melhor exercício de liberdade que podemos praticar.
Grande Abraço